Ir para o menu de navegação principal Ir para o conteúdo principal Ir para o rodapé

Artigos

v. 10 (2022): Revista de Estudos Empíricos em Direito

GREVES SEM O SINDICATO DA CATEGORIA E REPRESENTAÇÃO SINDICAL: MARCO JURÍDICO E ENTENDIMENTO DOS TRIBUNAIS NO BRASIL

DOI
https://doi.org/10.19092/reed.v9.525
Enviado
junho 2, 2020
Publicado
2023-01-12

Resumo

O presente trabalho tem como objetivo analisar se as greves sem a presença do sindicato da categoria são influenciadas pela representação sindical dos trabalhadores prevista no atual modelo de organização sindical brasileiro. A pesquisa pautou-se em um estudo empírico, de cunho jurisprudencial, e adotou referenciais de análise de conteúdo dos acórdãos dos tribunais trabalhistas brasileiros (Tribunais Regionais do Trabalho - TRT’s e Tribunal Superior do Trabalho - TST) que versaram sobre esses movimentos grevistas. Com isso, verificou-se a presença de indicativos de que a representação sindical dos trabalhadores no modelo de organização sindical brasileiro é um fator determinante para as greves sem a presença do sindicato da categoria, especialmente pela falta de instrumentos que permitam a aferição da representatividade dos sindicatos.

Referências

BARDIN, L. (2004). Análise de conteúdo. Tradução de Luís Antero Reto e Augusto Pinheiro. Portugal: Ed. 70.

BARROSO, F. T. (2010). Manual de Direito Coletivo do Trabalho. São Paulo: LTr.

BRITO FILHO, J. C. M. (2007). Direito Sindical. São Paulo: LTr.

BRITO FILHO, J. C. M. (2012). Direito Sindical. São Paulo: LTr.

PAMPLONA FILHO, R.; LIMA FILHO, C. D. (2013). Pluralidade sindical e democracia. São Paulo: LTr.

SILVA, H. B. M. (2010). Curso de direito do trabalho aplicado. Rio de Janeiro: Elsevier, v. 7.

SOUTO MAIOR, J. L. (2014). As ilegalidades cometidas contra o direito de greve: o caso dos metroviários de São Paulo. Disponível em: http://blogdaboitempo.com.br/2014/06/08/as-ilegalidades-cometidas-contra-o-direito-de-greve-o-caso-dos-metroviarios-de-sao-paulo/. Acesso em 05 de jul. de 2015.

Downloads

Não há dados estatísticos.