Representações sociais de direitos humanos produzidas por estudantes do Ensino Médio

  • Ricardo Gonçalves Vaz de Oliveira TÍTULOS: DOUTORANDO EM CIÊNCIAS PELA EERP (USP). ESPECIALISTA EM DOCÊNCIA NO ENSINO SUPERIOR PELO CENTRO UNIVERSITÁRIO BARÃO DE MAUÁ. GRADUADO EM DIREITO PELO INSTITUTO MATONENSE MUNICIPAL DE ENSINO SUPERIOR. MEMBRO DA POLÍCIA CIVIL DO ESTADO DE SÃO PAULO. Pesquisador do Grupo de Estudos e Pesquisas em Enfermagem, Saúde Global, Direito e Desenvolvimento -GEPESADES - da EERP/USP
  • Caroline Rocha Pereira UNESP -FCAV

Resumo

Com a cultura e a prática dos Direitos Humanos no campo educacional, pretende-se abrir espaços para o diálogo, a crítica, a tolerância, a compreensão e o respeito ao outro, contribuindo para a democratização e alteridade na escola. Busca-se ainda oportunizar a formação de sujeitos autônomos, conscientes dos seus direitos e deveres, preparados para o pleno exercício da cidadania. Nesse sentido, a questão de fundo que orienta a presente pesquisa é: como os estudantes do ensino médio representam os Direitos Humanos e como estão assimilando seus direitos e deveres, na vida e na escola? A presente investigação encontra-se referenciada no método de análise das representações sociais, sistematizado por Moscovici (2003), Jodelet (2001) e colaboradores, que se baseia na análise das práticas discursivas dos participantes, estudantes do ensino médio, de uma escola pública. As entrevistas foram gravadas, transcritas e sistematizadas por meio do procedimento de análise de conteúdo (BARDIN, 1979), obtendo-se assim, 10 categorias temáticas que foram analisadas e discutidas. Em conclusão tem-se que há uma problemática relacionada ao ensino de Direitos Humanos na Escola, que vem como um desafio para educadores e pesquisadores, que tem a missão de elaborar estratégias e métodos capazes de gerar conscientização e mudança de realidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ricardo Gonçalves Vaz de Oliveira, TÍTULOS: DOUTORANDO EM CIÊNCIAS PELA EERP (USP). ESPECIALISTA EM DOCÊNCIA NO ENSINO SUPERIOR PELO CENTRO UNIVERSITÁRIO BARÃO DE MAUÁ. GRADUADO EM DIREITO PELO INSTITUTO MATONENSE MUNICIPAL DE ENSINO SUPERIOR. MEMBRO DA POLÍCIA CIVIL DO ESTADO DE SÃO PAULO. Pesquisador do Grupo de Estudos e Pesquisas em Enfermagem, Saúde Global, Direito e Desenvolvimento -GEPESADES - da EERP/USP

Doutorando Direto em ciências pela Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo. Especialista em docência no ensino superior (2013) pelo Centro Universitário Barão de Mauá. Pesquisador do Grupo de Estudos e Pesquisas em Enfermagem, Saúde Global, Direito e Desenvolvimento -GEPESADES - da EERP/USP.

Caroline Rocha Pereira, UNESP -FCAV

Médica Veterinária. Pesquisadora do Grupo de Estudos e Pesquisas em Enfermagem, Saúde Global, Direito e Desenvolvimento -GEPESADES - da EERP/USP

Referências

Bardin, L. (1979). Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70.

Camino, C., Camino, L., Pereira, C., & Paz, M. (2004). Moral, direitos humanos e participação social. Estudos de Psicologia, 9(1), 25-34.

Cândido, C. M., de Assis, M. R., & Ferreira, N. T. (2014). A representação social do “bom professor” no ensino superior. Psicologia & Sociedade, 26(2), 11.

Doise, W. (1982). L'explication en psychologie sociale. Paris: Presses Universitaires de France.

Doise, W. (2001). Droits de l'homme et force des idées. Paris: Presses universitaires de France.

Doise, W. (2002). Da psicologia social à psicologia societal. Psicologia: teoria e pesquisa, 18(1), 27-35.

Doise, W. (2003b). Human rights as social representations. New York: Routledge.

Henkin, L. (1988). The rights of man today. New York: Columbia University Press.

Jodelet, D. (2001). Representações sociais: Um domínio em expansão. In D. Jodelet (Org.), As representações sociais (pp. 17-44). Rio de Janeiro, RJ: Ed. UERJ.

La Taille, Y. (2014) Moral e ética: dimensões intelectuais e afetivas. Porto Alegre: Artmed Editora.

Lapo, F. R. & Bueno, B. O. (2002). O abandono do magistério: Vínculos e rupturas com o trabalho docente. Psicologia USP, 13(2), 243-276.

Maia, A. F. (2014). Psicologia, política e direitos humanos: ambiguidades e contradições. Revista Interdisciplinar de Direitos Humanos, 131-144.

Minayo, M. C. (2017). Amostragem e saturação em pesquisa qualitativa: consensos e controvérsias. Revista Pesquisa Qualitativa, 5(7), 01-12.

Minayo, M. C. S (2014). O desafio do conhecimento: Pesquisa qualitativa em saúde (14a ed.). São Paulo: Hucitec.

Moscovici, S. (2003). Representações sociais: investigações em psicologia social. São Paulo, SP: Vozes.

Organização das Nações Unidas. (2018). O que são os direitos humanos?. A ONU e os Direitos Humanos. Recuperado de http://www.dudh.org.br/definicao/.

Passini, S. (2014). Adolescents’ Commonsense Understanding of Rights and Duties The Effect of the Individualization of Rights on a Rights Dilemma. Youth & Society, 46(4), 460-477.

Plano Nacional de Educação em Direitos Humanos. (2007). Brasília, DF: Ministério da Educação, Ministério da Justiça, UNESCO. Recuperado de http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=2191-plano-nacional-pdf&category_slug=dezembro-2009-pdf&Itemid=30192.

Staerklé, C., Clémence, A., & Spini, D. (2015). A social psychology of human rights rooted in asymmetric intergroup relations. Peace and Conflict: Journal of Peace Psychology, 21(1), 133.

Stellmacher, J., Sommer, G., & Brähler, E. (2005). The Cognitive Representation of Human Rights: Knowledge, Importance, and Commitment. Peace and Conflict: Journal of Peace Psychology, 11(3), 267-292.

Tavares, C. (2007). Educar em direitos humanos, o desafio da formação dos educadores numa perspectiva interdisciplinar. In Educação em direitos humanos: fundamentos teórico-metodológicos (pp. 487-503). João Pessoa, PB: Ed. da UFPB.

Turato, E. R. Tratado da metodologia da pesquisa clínico-qualitativa: construção teórico-epistemológica, discussão comparada e aplicação nas áreas da saúde e humanas (3a ed.). Petrópolis, RJ: Vozes, 2008.

Veiga, F. H. (2001). Students' perceptions of their rights in Portugal. School Psychology International, 22(2), 174-189.

Publicado
2020-04-15
Como Citar
Oliveira, R. G. V. de, & Pereira, C. R. (2020). Representações sociais de direitos humanos produzidas por estudantes do Ensino Médio. Revista De Estudos Empíricos Em Direito, 7(1), 159-180. https://doi.org/10.19092/reed.v7i1.325