[1]
L. Cavalcante Noé de Castro e M. Faro de Castro, “A efetividade do direito à saúde de parturientes no Brasil: uma abordagem à luz da análise jurídica da política econômica”, Rev. Est. Empí­ricos em Direito, vol. 7, nº 3, p. 146-162, set. 2020.